ACESSIBILIDADE: A- A A+ CONTRASTE

CONSCIENTIZAÇÃO DO AUTISMO

Por Ascom / Em 15/04/2019

           


Na manhã desse domingo 14/04, Miracema buscou trabalhar a Conscientização do Autismo, o NAE (Núcleo de Apoio Especializado) mobilizou as escolas da rede pública do município para um ato público no evento Miracema em Canto, alusivo a data Nacional de Conscientização (02/04).

Durante toda manhã, alunos, educadores e pais, elaboravam cartazes com mensagens e desenhos de conscientização a respeito do autismo, principalmente com frases de desconstrução do preconceito, de compreensão sobre as iniciativas de inclusão e que apontavam o contexto de realidade social das pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). A Praça Dona Ermelinda tornou-se palco de “grandes artistas”, a organização do evento disponibilizou uma tenda com cartolinas e tintas onde a criança “pintou suas versões para chamar a atenção”.

Também durante todo evento foram distribuídos algodão-doce e pipoca para todo público. Mesmo com o esforço pela causa, as barreiras enfrentadas por pacientes e familiares ainda são grandes.

A maior delas, segundo especialistas, é o preconceito. A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) indica que, atualmente, a cada 160 crianças, uma tem o diagnóstico positivo para autismo.

De acordo com a Coordenadora do NAE Sabrina Daniela, 352 crianças das redes públicas e privadas são atendidas atualmente no NAE, ela destacou a importância de ter uma instituição de apoio ao autista e seus familiares no município.

O Secretário de Educação, Esporte e Lazer Charles Magalhães agradeceu ao Prefeito Clovinho Tostes pela oportunidade de implantar o NAE em 2017 e ressaltou: “Ficamos felizes com esta atividade de hoje, mas é necessário transpor as barreiras do preconceito e levar a sociedade a conhecer mais sobre o universo, nossa intenção com eventos como esses é justamente de conscientizar as pessoas da importância de se entender as especificidades da pessoa autista, abraçamos essa causa com muito amor por entender a importância da inclusão de pessoas autista na sociedade e salientamos, também, que na rede municipal de ensino temos vários alunos com este transtorno, os quais recebem acompanhamento de mediadores e profissionais especializados. Um progresso para o desenvolvimento da educação inclusiva,” ressaltou.

Outras notícias